1 de jul de 2010

Desafio Literário - Julho: O Diário da Princesa (Meg Cabot)


Tema: Um livro adaptado para o cinema

Mês: Julho

Título: O Diário da Princesa

Autor do livro: Meg Cabot

Editora: Galera Record

Nº de páginas: 284

O livro é sobre...
Mia Thermopolis, uma garota nova-iorquina comum, descobre, de repente, ser a herdeira de um reino europeu. Ela vai, então, morar com seu pai, para aprender a agir como a verdadeira nobre que é. Mas sua avó, a velha princesa Genovia, acha que ela tem muito a aprender antes de poder subir ao trono. Um grande romance que chega às telas em uma produção dos estúdios Disney.

Eu escolhi este livro porque...
Ótima! Mais um livro que eu li em um dia só. Eu fui para o livro e depois para a coleção depois do primeiro filme (porque existem dois, a despeito de existirem só dois filmes)... Também virei fã da Anne Hathaway depois dos filmes. Enfim, vamos ao que interessa.
Depois que eu li o livro, fui correndo procurar os outros e quase morri quando soube que ainda vinham mais nove. Mas não tinha como não comprar. Ou se o dinheiro não desse, eu tinha que pelo menos ler.
Mia Thermopolis é tão... sei lá, tão normal. Tem amigos, uma vida normal, pais separados. Mas tudo muda quando seu pai faz um anúncio que muda sua vida totalmente. Imagine de uma hora pra outra descobrir que você é a única herdeira de um principado?! Está certo que hoje a realeza não tem mais as obrigações que tinha nos séculos passados. Mas ser príncipe, princesa e rei e rainha ainda significa muito. Eu gosto de saber sobre a vida dos famosos e ocasionalmente gosto de saber sobre a vida da realeza, principalmente da Inglaterra. Mas é uma curiosidadisinha inofensiva. Junte várias curiosidadisinhas inofensivas e você tem um monte de gente lendo e opinando sobre a vida de pessoas que nunca viu pessoalmente e nunca vai ver. Aí de repente você descobre de uma hora pra outra que deixou de ser o observador e vai ser o observado? Não é de admirar que ela pire. Depois se conforma. O que eu gostei é que no livro ela passa por cada estágio da novidade: a incredulidade, a negação, a reflexão até a conformidade e por fim a aceitação. Afinal, o que ela podia fazer? Se abdicar fosse fácil, acho que a vida dos herdeiros dos tronos mundo afora seria mais fácil. A Mia não é uma garota popular e nem se acha bonita. Daí ela achar que a situação dela piora quando sabe que vai ter foto dela por tudo que é canto. A Grandmere do livro é tão diferente do filme... Eu morro de rir quando leio as conversas entre elas, porque a avó dela não é nem um pouco normal.E quando ela descobre sobre o envolvimento da mãe com o professor de álgebra, a pior matéria do mundo? Os amigos dela, a Lily, o Boris, o Michael são tão legais. E por falar no Michael... Ai, Michael... De primeira, a gente nota algo no ar. Mas certeza a gente só tem depois, nos outros livros. E mesmo assim, até sair o décimo, ainda tinha muita gente sobre quem Mia ia escolher como príncipe consorte, porque no decorrer da série, surge um concorrente. Mas já falei demais. Leiam, vão amar. A Anne Hathaway nos apresentou uma Mia hilária. Eu só queria que tivessem feitos os outros filmes.

A nota que eu dou para o livro:
5-Ótimo (não posso dar nota 10!!!!!!!!!!!!).

5 comentários:

  1. Gostei muito do filme, li até o 5º livro da série, mas cansei.
    Parecia tudo a mesma coisa. Um dia terminarei, mas não sei quando.
    Ainda faltam 5 livros.
    rs

    Bjim!

    ResponderExcluir
  2. Afê, não sei como você consegue parar no meio assim. Mas termina de ler, vc vai odiar a Mia em um ponto, mas depois volta a amar ela :)

    ResponderExcluir
  3. Já li esse livro e fiquei na vontade de ler todos os outros da série. Fazer o que, eu adorei... O máximo.

    Sua resenha ficou muito boa.
    Bjokas.

    ResponderExcluir
  4. Li o primeiro e adorei, dei muitas risadas...
    AInda não pude ler os demais...
    O filme é bem legal tbm, mas tem muitas diferenças do livro...
    XD

    ResponderExcluir
  5. Eu acho o filme lindinho. A atriz principal é uma gracinha. Mas não tive vontade de ler o livro ainda. Quem sabe não é a hora?
    Bjs

    ResponderExcluir