11 de nov. de 2020

Middle-Earth: Journeys in myth and legend (Donato Giancola)


Título: Middle-Earth: Journeys in myth and legend 
Autor: Donato Giancola 
Editora Dark horse, 200p. 

Sinopse: Quase 200 pinturas e desenhos incrivelmente realistas dão vida ao maior épico de fantasia de todos os tempos. O realismo clássico se une à narrativa contemporânea enquanto o artista Donato Giancola explora a grandeza mítica e os personagens icônicos da saga O Senhor dos Anéis de JRR Tolkien. 
Donato transformou o trabalho de sua vida em traduzir as palavras de Tolkien em visuais atraentes, com lindas pinturas a óleo e desenhos que lembram Rembrandt e Caravaggio. Suas interpretações da Terra-média abrangem toda a sua carreira, desde encomendas privadas até a edição de 2001 da adaptação de romance gráfico de O Hobbit, tudo coletado neste enorme compêndio - um must-have para colecionadores de Tolkien e fantasia. 

Esse livro é uma verdadeira maravilha! Além das ilustrações, o livro também traz os esboços e eu adoro esse tipo de coisa, ver como é o trabalho inicial dos artistas até o resultado final, com as imagens terminadas e coloridas. 
As ilustrações como as de Smaug parecem desenho, mas as todas as imagens que mostram humanos, como as de Gandalf, passam a impressão de serem mais, aquele tipo de imagem tão detalhada que se encaixa entre a foto e o desenho. Essas são as mais bonitas de todas pela capacidade de Donato em retratar o personagem (as de Gandalf, principalmente, parecem ilustrações relacionadas aos mitos gregos). 
Outra coisa que me chamou atenção e que eu gostei bastante foi a paleta de cores usadas nas imagens das florestas, o colorido e os tons usados de amarelo e verde saltam aos olhos de tal maneira que me deu vontade de imprimir algumas e transformar em quadros. Livro completamente recomendado.

9 de nov. de 2020

Among the Janeites (Deborah Yaffe)


Título: Among the janeites: a journey through the world of Jane Austen fandom 
Autora: Deborah Yaffe 
Editora Mariner Books, 272p. 

Deborah Yaffe oferece uma visão divertida do fandom de Jane Austen. Seu livro se divide em três partes: “Nos passos de Jane Austen”, onde ela fala dos fãs que se vestem como se vivessem na época de Austen e sobre visitar os lugares ligados a autora; “Relendo, reescrevendo”, que aborda como os fãs escrevem sobre Mr. Darcy, dentre outros; e “Na companhia de pessoas bem informadas”, que fala das sociedades Jane Austen, grupos de fãs que se dedicam inteiramente a escritora. 

Outro livro curto que devia ser maior, porque quando se trata de falar dos fãs de Jane Austen, parece que o assunto não tem fim. E é simplesmente uma delícia falar e ler sobre um fandom do qual faço parte e me identificar com algumas coisas que outras pessoas fazem. Além disso, eu tenho muita vontade de um dia conhecer os lugares relacionados a Jane Austen e suas obras. Esse livro é muito bom, porque fala do fandom de uma maneira prática. Muito recomendado.

9 de set. de 2020

A hobbit journey (Matthew Dickerson)


Título: A hobbit journey: discovering the enchantment of J. R. R. Tolkien's Middle-earth
Autor: Matthew Dickerson
Editora Brazos Press, 272p.

Matthew Dickerson, mostra neste livro como uma cosmovisão cristã e temas cristãos sustentam os escritos de Tolkien na Terra-média e como eles são fundamentalmente importantes para entender sua visão. A hobbit journey é uma revisão revisada e ampliada de Following Gandalf, e inclui novo material sobre tortura, justiça social e a importância do corpo.

De uns tempos para cá, o que não falta é livro analisando o aspecto cristão presente nas obras de Tolkien. Não quero me ater ao fato de que Matthew Dickerson é um especialista em Tolkien (portanto, ele já leu e estudou as obras do autor várias vezes), e talvez isso faça a diferença na hora de se escrever sobre um assunto (ser especialista ou não, já que isso, para mim, requer um nível de paixão pelo assunto), mas acaba que esse livro é diferente de vários outros com o mesmo tema. Claro que como os outros, este fala sobre sabedoria, moralidade de importância atemporal, escolhas e liberdade, mas de uma forma que torna a trilogia O Senhor dos Anéis relevante nos dias atuais. E é exatamente esse o chamariz do livro. Muito recomendado.

3 de set. de 2020

Pride, Prejudice and popcorn (Carrie Sessarego)


Título: Pride, Prejudice and popcorn: TV and film adaptations of Pride and Prejudice, Wuthering Heights, and Jane Eyre
Autora: Carrie Sessarego
Editora Mills & Boon E, 141p.

A blogueira Carrie Sessarego divide seu livro em três partes, cada uma dedicada a três livros: Jane Eyre, Orgulho e preconceito, e O morro dos ventos uivantes. Ela aborda o livro, o cenário geral, as adaptações e oferece um veredito sobre cada um, listando os altos e baixos das adaptações.

Confesso, nunca ouvi falar dessa blogueira, mas enquanto lia esse livro eu fui atrás para saber mais informações (o blog é Smart bitches trashy books). De um jeito estranho, enquanto lia acabei me identificando com algumas das colocações da autora sobre os livros. Por exemplo: ela fala que foram as adaptações que abriram a mente dela para Orgulho e preconceito (comigo foi o mesmo), e que odiava O morro dos ventos uivantes mas passou a entender os temas e a história melhor depois. Além disso, como ela, minha leitura de Jane Eyre me fez respeitar a protagonista. O livro é bem curtinho, só tem 141 páginas, mas vale cada minuto.

8 de jul. de 2020

The unofficial hobbit handbook (Peter Archer)


Título: The unofficial hobbit handbook: everything I need to know about life I learned from Tolkien
Autor: Peter Archer
Editora Writer's Digest Books, 240p.

The Unofficial Hobbit Handbook é um manual que ensina a se familiarizar com os povos da Terra-média (homens, elfos). Com ele, se aprende sobre as criaturas perigosas que se escondem nas terras além do Condado (orcs, lobos e dragões). Além disso, o livro ensina a usar táticas de hobbit para fugir, se esconder e desaparecer, e o mais importante, descobre-se a etiqueta adequada para a entrega e resolução ou enigmas.

Um livro muito divertido, cheio de conselhos para quem quer viver com simplicidade como Bilbo ou para quem quer se aventurar em terras desconhecidas (novamente, igual Bilbo). Claro que o primeiro capítulo tinha que falar sobre comida, bebida e erva de fumo kkkkkkk mas meu capítulo preferido é o 9, “Resolvendo enigmas”. Recomendo.