19 de set de 2011

Personagens femininas n'O Hobbit


Inspirada por uma notícia e uma discussão da Valinor, resolvi terminar a tradução de um artigo que analisa O Hobbit.
A notícia é sobre a participação da atriz Evangeline Lilly no filme O Hobbit como uma personagem elfa que não existe no livro. O posicionamento da atriz quanto a sua participação, sendo fã (pelo menos ela afirma que é), é realista. As discussões no fórum sobre isso meio que dividiram opiniões.


O artigo original, intitulado "Where's Mama?" The Construction of the  Feminine in The Hobbit foi publicado na revista The Lion and the Unicorn, Volume 22, 1998. William Howard Green analisa a ausência e presença de personagens femininas n'O Hobbit.
O artigo é muito bom, e acho que vem bem a calhar, dado o teor dos comentários e das opiniões. Eu, como fã dos livros, prefiro esperar pra ver. E estou botando fé, afinal, algumas situações e personagens criados para a versão fílmica d'O Senhor dos Anéis não foram nada ruins.

J.R.R. Tolkien, por Lulu (parte 2)


Continuando com os posts sobre Tolkien no blog Coruja em teto de zinco quente, a Lulu dessa vez fala do fim da guerra contra Morgoth e da nova terra dada aos remanescentes da guerra: Númenor ou Númenore.

Particularmente, eu adoro O Silmarillion e o capítulo que fala sobre o surgimento desta ilha e do seu aparecimento me encantam toda vez que leio. Acho que porque eu adoro a lenda do continente perdido da Atlântida, na qual Tolkien se baseou para escrever essa parte de sua cosmogonia.

12 de set de 2011

J.R.R. Tolkien, por Lulu


A Lulu, do blog Coruja em teto de zinco quente, começou semana passada uma série de posts sobre Tolkien e sua obra.
No primeiro deles, intitulado J. R. R. Tolkien – Parte I: O Ourives do Anel, Lulu relata quando conheceu o autor e começou a ler suas obras.
O segundo, J. R. R. Tolkien – Parte II: Os Primogênitos (A Primeira Era), fala d’O Silmarillion.

Os textos são muito bons, o que me inspira a começar a publicar aqui textos escritos, mas infelizmente descartados, do meu TCC (que falou sobre o leitor de Tolkien).

À medida em que ela for postando, eu vou estar atualizando aqui também.
Adorei seus textos, Lulu!

Tolkien X Martin (De novo...)

Eu falei aqui, não faz muito tempo, sobre uma matéria na revista Veja comparando Tolkien e George Martin e suas respectivas séries. Claro que a forma que o autor do artigo escreveu indignou muitos fãs de Tolkien.
Agora, o Reinaldo Lopes escreveu um pequeno texto para a Folha de São Paulo falando sobre essa comparação ridícula. Vou postar um trechinho aqui:

Comparar “Game of Thrones” com “O Senhor dos Anéis”, de J.R.R. Tolkien, é coisa de quem não tem o menor olho para sacar como as coisas funcionam na literatura de fantasia.
O paralelo correto para o best-seller de Martin na obra de Tolkien é “O Silmarillion”, bem mais obscuro, mas nem por isso menos genial.
Ambas as histórias não passam de competentes atualizações das sagas escandinavas, obcecadas como são por laços de sangue e pelos vários tipos de caquinha que as pessoas (sejam elfos, humanos ou mestiços) fazem por causa deles.[...]


Para ver o texto na íntegra, é só dar uma olhadinha no post da Valinor.


Na real, acho isso tudo uma bobagem sem fim. Essas comparações não levam a nada. Apesar de Tolkien ter sido influenciado em sua escrita pelos mais variados gêneros literários, ele se enquadrava perfeitamente em saga (uma categoria que ele próprio aceitava) e fantasia. Ainda não li George Martin (e confesso que essa comparação está diminuindo a minha curiosidade), então não posso classificar suas obras.


O que precisa ser entendido é que Tolkien foi único, no sentido de que criou um mundo literário totalmente novo (apesar de baseado em histórias antigas). Mesmo que Martin esteja seguindo a trilha criada pelo Mestre, a comparação continua sendo infundada.

2 de set de 2011

Revista Jane Austen Portugal - Edição 7

Saiu mais uma edição da Revista Jane Austen Portugal.


Dessa vez, a revista apresenta um diferencial: está em formato horizontal e o conteúdo teve como tema central as escolhas das autoras do blogue Jane Austen Portugal.
Para fazer o download, é só clicar na imagem.