29 de dez de 2015

FELIZ ANO NOVO!!!!

Só passando para desejar um Feliz natal (atrasado) e um ótimo fim de ano. Que 2016 traga muita saúde, paz e sucesso a vocês, seguidores queridos!


24 de dez de 2015

The Lord of the Rings (Brian Sibley)


Título: The Lord of the Rings: official movie guide
Autor: Brian Sibley
Editora Houghton Mifflin Harcourt, 120p.

Este livro inicia com uma breve apresentação sobre o início da produção d'O Senhor dos Anéis, desde o momento em que Peter Jackson se interessou em filmar a série, mostrando um pouco de seus trabalhos como diretor. A parte realmente interessante começa com o capítulo 2, From book to script, onde Sibley aborda todo o trabalho que se teve para transformar a trilogia em roteiro de filme, passando pela criação do mundo de Tolkien (a escolha das locações e a transformação desses lugares na terra-média) até as criaturas do autor. O livro conta com pedaços de informações dos próprios atores sobre seus personagens, falando dos principais da história. Na realidade, esse livro é menor do que o outro de Sibley, que também fala do making of dos filmes, mas traz algumas informações novas, como por exemplo: um esboço do diretor de arte sobre o tamanho dos tipos de personagens, comparando-os para poder ter uma idéia de escalas na hora da filmagem. Eu gostei porque além de informações novas, o livro também traz muitas imagens e fotos maravilhosas, sendo as principais: Peter Jackson sentado no trono de Saruman na Torre de Orthanc (para mim, aquele cenário não era real), e uma visão da maquete de Valfenda (que é perfeita!). Muito recomendado para qualquer fã da trilogia.

22 de dez de 2015

Behind Jane Austen’s door (Jennifer Forest)


Título: Behind Jane Austen’s door
Autora: Jennifer Forest
54p.

Jane Austen nunca teve controle sobre onde morava ou com quem morava. A proposta de casamento que ela recebeu de Harris Bigg-Wither, que proporcionaria a ela ser dona de sua própria casa, foi recusada e Jane viveu e morreu na casa de sua mãe. Não é de se admirar que seus romances baseiem-se em casas, em lares, sempre um tema central, seja em Orgulho e Preconceito, seja em Persuasão ou Mansfield Park. Cada uma de suas heroínas luta para ter sua própria casa: o casamento para elas significa não só uma aliança romântica, mas um lar onde elas serão as donas e senhoras. Cada capítulo do livro explora um lugar de uma casa da Regência, descrevendo cada um deles e o que as mulheres fazem nele. O hall de entrada pode ser um aposento prático ou suntuoso, mas em qualquer caso, tem o mesmo objetivo (indicar quem será encaminhado a sala de estar). A sala de estar é o cômodo “público” da família, onde se recebe a visita e onde se mostra o grau de riqueza da família. A sala de jantar difere da sala do café da manhã por esta ser um lugar mais íntimo da família. O vestiário, além de ser um lugar para se guardar as roupas e se banhar, é um dos cômodos mais privativos da dona da casa, assim como o quarto em si. A boa administração da cozinha é um dos fatores que mostra o quanto uma dama foi educada para supervisionar de forma correta sua própria casa.
Mais um livro bem curtinho sobre Jane Austen com uma leitura bem leve. Além de mostrar plantas do térreo e do primeiro andar, com cada cômodo que a eles pertencem, a autora também fornece um apêndice sobre a era regencial. Recomendo.

17 de dez de 2015

Pré-venda do livro Tolkien l'esperantista: Prima dell’arrivo di Bilbo Baggins


Saiu esses dias no site Tolkien Brasil que Oronzo Cilli, um conhecido fã de Tolkien, já está vendendo seu livro J. R. R. Tolkien, o Esperantista – Antes da Chegada de Bilbo Bolseiro (tradução de Sérgio Ramos). O livro, co-escrito por Arden Smith e Patrick Wynne, tem 160 páginas e traz prefácio do famoso estudioso de Tolkien, John Garth. Não existem informações sobre uma possível tradução para o português, no entanto talvez saia uma edição em inglês. No aguardo de confirmação. Mas pra quem sabe italiano e quiser saber como comprar, basta clicar aqui.
Eu já havia postado aqui sobre a relação entre Tolkien e o Esperanto. Quem não leu na época o post pode ler agora, só clicar no link.

15 de dez de 2015

Ajude uma criança e leve um mimo de presente da Jane Austen Literacy Foundation!


Estes dias achei uma novidade (pelo menos para mim) na página do facebook All things Jane Austen. Eles estavam divulgando uma iniciativa da Jane Austen Literacy Foundation. Para os apaixonados por Jane Austen que querem se presentear ou a um amigo, a organização está dando um bookplate (para quem não sabe, bookplate é aquele pedaço de papel decorado que é colado na capa de um livro tem o nome do dono) personalizado. Para isso, basta entrar no site da Jane Austen Literacy Foundation e fazer uma doação. Além de levar esse mimo, estará ajudando a organização a distribuir livros para comunidades e crianças carentes. Uma ótima maneira de ajudar quem precisa em nome de Jane Austen. Para saber mais sobre a organização e como eles trabalham, basta clicar neste link.

26 de nov de 2015

The Lord of the Rings (Brian Sibley)


Título: The Lord of the Rings: the making of the movie trilogy
Autor: Brian Sibley
Editora Houghton Mifflin Harcourt, 192p.

Este livro começa com uma descrição da noite de estréia do primeiro filme da trilogia O Senhor dos Anéis, depois pula para o início de tudo, quando Peter Jackson ainda estava no início da produção. Sibley descreve tudo sobre os dois primeiros filmes, incluindo figurino, os sets de filmagem, os efeitos usados, a trilha sonora, as armas, tudo. O livro tem muito material adicional, como fotos nunca vistas, e algumas informações que podem ser de conhecimento público, mas bem mais detalhadas, como por exemplo: o fato de Viggo ter sido o último ator a ser escalado e que ele chegou na Nova Zelândia quando todos os outros atores já haviam criado algum tipo de laço entre si; como ele já era um excelente cavaleiro (o que facilitou suas cenas a cavalo) e como ele mesmo “tomava conta” de sua espada.
Outras informações que eu nem fazia idéia e pensava uma coisa, quando na verdade era outra, exemplos: quando Gandalf cavalga Scadufax, usa uma sela branca que fica escondida sob seu figurino (eu pensei que ele montasse sem sela); o cadáver de Boromir no barco era um boneco tão real (eu achei que a mentira fosse o cenário, não o ator), que quando um assistente de produção encontrou-o deitado, achou que Sean Bean estava caído de bêbado; o figurino de Arwen difere do figurino dos outros elfos na cor propositadamente, já que nenhuns dos tons de cinza, verde e amarelos criados para os elfos combinavam, então criaram uma paleta de cores só para ela, com tons de azul e vermelho.
Gostei de saber como foi feita a sequência de cenas do nascimento do Uruk-hai: o ator teve que ser completamente coberto de próteses e praticamente preso em um saco de líquido (para mostrar que era um nascimento) por horas, a cada tomada, tiravam tudo dele, ele tomava banho e repetia-se todo o processo. Existe uma seção inteira para discutir a caracterização de Grima Língua-de-cobra, assim como mostra a criação dos livros e manuscritos que vemos nos filmes. Esse livro é fantástico. As fotos são maravilhosas. Eu geralmente prefiro os livros do Sibley do que os de Jude Fisher justamente por causa da quantidade de informações. Este livro não decepcionou nem um pouco. Completamente recomendado.

24 de nov de 2015

Trailer de Orgulho e Preconceito e zumbies

Eu fiquei meio fora do ar do blog em outubro, e não pude postar aqui com a freqüência que gostaria. Então, só agora estou podendo postar o trailer de Orgulho e Preconceito e zumbis, filme homônimo baseado no livro de Seth Grahame-Smith, que mostra uma versão mais trash do romance de Jane Austen.


Não li o livro e mesmo achando divertido o trailer, provavelmente só verei o filme (que estréia nos EUA em fevereiro mas não tem data marcada no Brasil) a título de curiosidade mesmo, já que esse tipo de mistura entre gêneros literários não me apetece.

19 de nov de 2015

Lançamentos: Beowulf e Ferreiro de Bosque Grande

Essa semana a editora WMF Martins Fontes anunciou os mais aguardados lançamentos do ano (pelo menos para mim :) )

  
 
     

Beowulf: uma tradução comentada e Ferreiro de Bosque Grande já se encontram a venda no site da editora, e custam R$ 59,90 e R$ 39,90 respectivamente.

17 de nov de 2015

Jane Austen and names (Maggie Lane)


Título: Jane Austen and names
Autora: Maggie Lane
Editora Endeavour, 91p.

No início, quando Jane Austen escrevia meramente para a o divertimento de sua família, sua intenção era fazer piada da moda literária do momento, e isso se refletiu nas escolhas dos nomes dos seus personagens: os homens eram Gustavus, Polydore e Philander; as mulheres eram Agatha, Amelia, Cecilia, Dorothea, Eloisa, Janetta, Laurina, Rosa, dentre vários outros. A partir do momento em que ela deixou começou a criar um mundo mais em sintonia com o mundo real, os nomes também se tornaram mais comuns. Em Razão e Sensibilidade e Orgulho e Preconceito, ainda existe uma influência do romance nos nomes. No entanto, a escrita de Abadia de Northanger já mostra uma escolha de nomenclatura mais diferente, visando adequar os nomes aos históricos familiares presentes na obra.
A forma como a autora lida com os nomes que escolhe para seus personagens contribui para o tom de cada romance (considerando Abadia de Northanger, Manfield Park e Emma). Também existe uma diferença em Persuasão, onde os nomes são sempre os mesmos, o que indica uma “esterilidade” na família de Anne. Em Sandition, Jane seleciona um novo método de escolha de nomes, ao mesmo tempo em que retoma o jeito burlesco do início de sua escrita.
De forma geral, o livro é informativo mesmo sendo curtinho (só 91 páginas), apesar de me cansar um pouco porque parecia que a autora ficava repetindo o mesmo conceito em diferentes contextos. De qualquer forma, eu recomendo porque mostra o que cada nome que Jane escolhia significava para ela e também é uma nova maneira de interpretar os livros dela.

17 de set de 2015

O Hobbit: uma jornada inesperada (Jude Fisher)


Título: O Hobbit: uma jornada inesperada – guia ilustrado
Autors: Jude Fisher
Editora Martins Fontes, 79p.

Sinopse: O Hobbit: Uma Jornada Inesperada - O guia oficial e plenamente autorizado do filme O Hobbit: Uma Jornada Inesperada é uma obra ilustrada inesquecível, que apresenta os povos e lugares fascinantes da Terra-Média. Acompanhe o hobbit Bilbo Bolseiro, o mago Gandalf e a Companhia dos anões em sua Demanda para recuperar o tesouro roubado pelo Dragão Smaug, o Terrível. Abandonando o conforto do lar de Bilbo, eles são obrigados a enfrentar muitos perigos antes de pretender por as mãos no seu tesouro perdido há tanto tempo - trolls, elfos, trasgos, wargs e coisas piores os aguardam. (Fonte: Skoob)

Não tenho exatamente muita coisa para falar deste livro. Desde os guias sobre os filmes de O Senhor dos Anéis, percebi que os livros de Jude Fisher são muito resumidos. Apesar de valer mais a pena, na hora de comprar um guia assim, procurar os livros do Brian Sibley, este aqui não é totalmente dispensável. As imagens são muito bonitas e bem no meio do livro tem um mapa (infelizmente não destacável). Vale a pena só por ser item de colecionador.

15 de set de 2015

Jack & Alice (Jane Austen)


Título: Jack & Alice
Autora: Jane Austen
Editora Martins Fontes, 73p.

Sinopse: Jack & Alice - Páginas irresistíveis, escritas por uma Austen bastante jovem em 1790, bem antes das obras-primas que a tornarão famosa, e a quem, em vez disso, parece curiosamente parodiar.Escrito quando ela tinha apenas 15 anos de idade. De leitura veloz, o texto jovem mostra que a irreverência e a ironia acompanhavam Austen desde cedo, e seguiram como marcas registradas de suas obras maduras, verdadeiras obras-primas que ainda hoje são pesquisadas, estudadas, adaptadas e incansavelmente lidas. Em Pammydiddle, um baile de máscaras rendeu comentários. A sociedade da região, principalmente a sociedade feminina, não pôde deixar de lado a presença singular de Charles Adams. Entre uma taça de vinho e outra, a história de ALICE é contada a partir de suas conversas e confissões com Lady Williams, e o leitor poderá entrar nesse salão de visitas para conhecer mais alguns dos personagens peculiares de Austen. (Fonte: Skoob)

Um livro pequeno e muito fofo, que proporciona uma leitura rápida e divertida. As ilustrações são muito lindas, me deu um vontade muito grande de sair recortando tudo rsrsrs como aqueles livros de bonecas de papel. No início, achei uma história sem pé nem cabeça, mas quando voltei a ler o prólogo, consegui entender. Vale a pena ler e ter na estante.

20 de ago de 2015

Tom Bombadil HQ

Imagem: Tolkien Brasil

A página do facebook do site Tolkien Brasil disponibilizou um projeto excelente de fã relacionado a Tolkien. Um estudante de Design chamado Valdemir de Souza criou uma história em quadrinhos sobre Tom Bombadil, personagem de Tolkien que aparece brevemente na trilogia O Senhor dos Anéis.
Considerando que a publicação comercializada deste tipo de obra não é viável devido aos direitos autorais pertencerem a família do autor, o trabalho do Valdemir está disponível para download gratuito no grupo do facebook do Tolkien Brasil.

18 de ago de 2015

Jane by the sea: um novo filme sobre Jane Austen



Notícia atrasada, mas vamos lá. Foi anunciado recentemente que a vida de Jane Austen será tema de um novo filme. Desta vez, o filme, cujo título é Jane by the sea, será baseado no romance homônimo de Carolyn V. Murray. Para quem quiser saber mais sobre essa versão da história de vida de Jane Austen, o livro está à venda na Amazon.

6 de ago de 2015

Tolkien's world: a colouring book


Jane Austen entrou na moda dos livros de colorir, agora Tolkien também. O site Tolkien Brasil noticiou o lançamento do livro Tolkien's world: a colouring book. Sem previsão de lançamento em português, o livro já está em pré-venda na Amazon.

4 de ago de 2015

Orgulho e Preconceito para colorir


Voltando das férias com uma ótima notícia para os fãs de Jane Austen que adoram colorir. Entrando na moda dos livros de colorir, o site Escritoras Inglesas está vendendo o livro Orgulho e Preconceito para colorir, cujas ilustrações são do famoso ilustrador Hugh Thomson. Existem várias formas de pagamento e o livro já está em pré-venda, é só conferir no site.

11 de jun de 2015

Christopher Lee, ator que interpretou Saruman, falece aos 93 anos


Hoje eu venho aqui dar uma notícia muito triste. O lendário ator britânico, Sir Christopher Lee, faleceu no domingo, dia 07 de junho, aos 93 anos de idade.
Internado a três semanas devido a problemas cardíacos e respiratórios, o ator veio a falecer no domingo. Segunda o comunicado no jornal Telegraph, a esposa de Lee adiou o comunicado porque queria avisar a família antes. 
Sir Christopher Lee ficou famoso por filmes como O vampiro da noite (1958),cujo papel foi o temido vampiro Drácula, e A múmia (1959). Recentemente, o público mais jovem veio a conhecê-lo por ter interpretado Conde Dookan em Star Wars episódio II: Ataque dos clones, e o poderoso mago branco Saruman nas trilogias de Peter Jackson O Senhor dos Anéis e O Hobbit
Fã de heavy metal, o ator também lançou discos e singles neste estilo, sendo seu último trabalho musical o EP Metal knight (2014). Lee foi o único membro do elenco das trilogias baseadas nas obras de J.R.R. Tolkien que chegou a conhecer o professor.
Como fã de Tolkien e fã dos filmes de Peter Jackson, não tenho como expressar o choque e a tristeza que essa noticia me causou. Um dos melhores atores, descanse em paz.

9 de jun de 2015

Blog "Jane Austen Portugal" procura novos colaboradores


Você que é fã de Jane Austen e sempre teve vontade de escrever algo a respeito da autora, aqui vai uma chance. O blog português de fãs de Jane Austen, o Jane Austen Portugal, está atrás de novos colaboradores, tanto para o site quanto para a sua revista Jane Austen Portugal. Interessados enviem suas sugestões para o email janeaustenpt@sapo.pt.

4 de jun de 2015

O Hobbit de A a Z (Sarah Oliver)


Título: O Hobbit de A a Z
Autora: Sarah Oliver
Editora Universo dos Livros, 215p.

O livro trás informações sobre o personagens, produtores, diretores, locações e filmes relacionados a Terra-média, focando-se nas adaptações do livro O Hobbit. Fala de cada ator (sobre suas carreiras), sobre Peter Jackson, Guilhermo del Toro, Legolas, Tauriel, Thorin, Smaug, Nova Zelândia, Weta, etc, tudo separado em ordem alfabética.

Uma leitura interessante. Não indispensável, mas interessante. Apesar de conter muitos dados e histórias que eu já conhecia, traz também alguns detalhes sobre os atores e produtores dos filmes sobre O Hobbit que acredito que só estão disponíveis nos extras dos DVDs (mesmo assim, podem ser pesquisados na internet). O livro é fino e a leitura é bem rápida, apesar de em alguns momentos ser arrastada. Valeu a pena, mas no quesito de livros sobre Curiosidades e Bastidores, já li melhores.

2 de jun de 2015

O diário de Mr. Darcy no Brasil


Semana passada a editora Pedrazul fez a felicidade de muitas fãs ao anunciar o lançamento do livro O diário de Mr. Darcy. Este livro, de autoria de Amanda Grange, conta a história de Orgulho e Preconceito pelo ponto de vista de Mr. Darcy. Uma das melhores sequências já escritas por fãs. Eu já li o livro (cuja resenha pode ser conferida aqui) e indico completamente. O livro está previsto para agosto de 2015.
Para saber mais sobre este e outros lançamentos da editora Pedrazul (que, aliás, só tem publicação maravilhosa), é só seguir a página do facebook.

14 de mai de 2015

Lançado novo site da Tolkien Estate


A entidade legal que cuida dos direitos autorais das obras de Tolkien lançou um novo site, que pode ser lido em inglês, francês e espanhol. Além disso, o site também traz contribuições de membros da família Tolkien e de estudiosos renomados. Para conferir, é só clicar na imagem acima.

12 de mai de 2015

Pride and Prejudice (2014)


Achei isso no site Jane Austen em Português e apesar de ser um post meio atrasado, quis compartilhar aqui. Pelo que parece, vai sair uma nova série para TV, de acordo com o site IMDB. A produção fica por conta dos irmãos McGibney, e o elenco até agora é composto por Mr. Darcy (Luke McGibney), Elizabeth (Jolie Myatt) e uma criada sem nome (Seana Cooke). Pelo que parece, a série será lançada na internet. Vou acompanhar a página do facebook dos irmãos McGibney para ficar sabendo o andamento do projeto.
Confiram no site dos irmãos McGibney ou abaixo o vídeo da produção:

16 de abr de 2015

A última canção de Bilbo (J.R.R. Tolkien)


Título: A última canção de Bilbo
Autor: J.R.R. Tolkien
Editora Martins Fontes, 151p.

Os portadores dos anéis de poder estão de partida para o Oeste, a ponto de tomar o navio para as Terras Imortais. No porto , Bilbo Bolseiro compõe sua última canção, refletindo sobre a partida da Terra-média e os amigos que ficam para trás. O livro é pequeno, fácil de ler e conta com os desenhos da ilustradora favorita de Tolkien, Pauline Baynes. As ilustrações maiores mostram a cavalgada para os Portos Cinzentos, enquanto no final de cada página, os desenhos mostram os acontecimentos principais de O Hobbit. O livro também conta com notas de tradução e explicativas no final. Existem duas versões deste livro, uma em capa dura azul (a que eu tenho) e uma em capa brochura branca. Até onde sei, a diferença fica só no formato mesmo (mas ainda tenho vontade de comprar a edição brochura para conferir). Um livrinho lindo, que vale muito a pena, não só por ser de Tolkien ou pelo excelente trabalho de Baynes, mas por toda a nostalgia que a leitura provoca. Recomendadíssimo.

14 de abr de 2015

Lady Susan (Jane Austen)


Título: Lady Susan
Autora: Jane Austen
Editora Landmark, 151p.

Lady Susan é uma jovem viúva que busca um casamento vantajoso para ela e para sua filha, Frederica. No entanto, a moça não tem interesse no pretendente que sua mão está tão empenhada em assegurar para ela. Sua vida gira em torno dos vários convites para visitas aos parentes de seu falecido marido. Um escândalo que liga Lady Susan aos Manwaring precede sua chegada a propriedade de seu cunhado: ela teria sido expulsa por Mrs. Manwaring por tentar seduzir o marido da dona da casa e o noivo de sua cunhada. Apesar disso, Lady Catherine Vernon, esposa do irmão de seu falecido marido, recebe-a, mas logo detecta o perigo, pois Lady Susan se põe a flertar com seu irmão, Reginald. Apesar dos pais dele se intrometerem e o próprio rapaz garantir que não corre perigo, as cartas de Catherine para sua mãe são sempre cheias de receio por causa da proximidade deles. Ao mesmo tempo, Lady Susan tenta fazer a filha se comprometer com Sir James Martin, ignorando os sentimentos da moça, enquanto a cunhada tenta se intrometer de todas as formas. Quando todos os seus planos vão por água abaixo, Lady Susan acaba fazendo o que parecia ser sua intenção desde o início.

Acabei de ler esse livro, um dos poucos de Jane Austen que ainda não havia lido. Estou meio sem saber o que pensar, porque geralmente quando pego um livro da autora, já fico na cabeça que vou me apaixonar pela protagonista. Na introdução, eu estranhei quando se menciona que Lady Susan era muito diferente das heroínas de Austen que os leitores estão acostumados a ver (de tão habituada que estou com Elinor Dashwood e Elizabeth Bennet, fiquei me perguntando como Lady Susan poderia ser tão diferente). Acontece que ela é diferente mesmo. Tão diferente que não pude evitar de compará-la com personagens do tipo Caroline Bingley. Além disso, o livro é escrito na forma epistolar, na forma de carta. Através das cartas trocadas entre os personagens, o leitor vai conhecendo cada um e os acontecimentos em torno deles. Fiquei pasma, não tenho como definir melhor, com a personagem principal, com sua falsidade e fingimento porque, como já disse, não são características que costumo associar as heroínas austenianas (as cartas entre ela e sua amiga sobre o marido dela e os flertes que ela costuma “desenvolver” sem o menor pudor ou vergonha por brincar com sentimentos alheios foi o que mais me impressionou e até divertiu também). Enfim, com todas essas surpresas, eu adorei. A história, o formato em que ela é contada e claro, amei Lady Susan também, apesar de todo o seu coquetismo porque tenho consciência que nunca conseguirei odiar uma heroína “ou anti-heroína” de Jane Austen.

19 de mar de 2015

Novo lançamento de Tolkien: Ferreiro de Bosque Grande

Imagem meramente ilustrativa, créditos: Tolkien Brasil.

Achei essa notícia no Tolkien Brasil. A editora Wmf Martins Fontes irá lançar em 2015 os livros Beowulf: a translation and commentary, lançado ano passado no exterior, e uma publicação inédita de Tolkien no Brasil: Ferreiro de Bosque Grande (título provisório), cuja tradução será de responsabilidade de Ronald Kyrmse. .

17 de mar de 2015

Obras Inacabadas de Jane Austen no Brasil


Em comemoração ao aniversário de 240 anos de Jane Austen, a editora Landmark irá publicar o livro Obras Inacabadas, em edição bilíngue de luxo com capa dura. Serão São quatro obras inacabadas: dois fragmentos de romances inacabados, um esboço para um novo romance e os capítulos originais de um dos seus grandes romances.
Confiram a sinopse:

Escrito por volta de 1804, deixado inacabado, terminado por sua sobrinha Catherine Hubback e publicado na metade do século XIX, com o título The Younger Sister, provavelmente abandonado após a morte dos pais da escritora, “OS WATSONS” é uma tentadora e altamente deliciosa história cuja vitalidade e otimismo centra-se sobre as perspectivas conjugais das irmãs Watson em uma pequena cidade provincial.
“SANDITON”, iniciado sob o título The Brothers, em 1817, deixado incompleto e publicado em 1925, foi o último romance escrito por Jane Austen, situado em uma cidade à beira-mar e seus temas dizem respeito à nova sociedade de consumo especulativo e prenunciam as grandes convulsões sociais provenientes da Revolução Industrial.
“PROJETO DE UM ROMANCE” é um trabalho curto, de cunho satírico, escrito provavelmente em maio de 1816. Foi publicado em forma completa pela primeira vez por R. W. Chapman em 1926, tendo aparecido alguns extratos, em 1871, na biografia de Jane Austen escrita por seu sobrinho, James Edward Austen-Leigh. Considera-se que nesta obra, temos o relato mais importante do que Jane Austen entendia como sendo seus objetivos e sua visão pessoal como romancista.
Nos Capítulos Originais de “PERSUASÃO” podemos aprender mais sobre o consumado talento artístico de Jane Austen e seus maravilhosos poderes de autocrítica; e que prova – de forma incontestável – o padrão de perfeição no qual ela insistia em todos os aspectos. Pois esse é de fato uma parte do rascunho final, acabado: o romance completo que, quando ela o escreveu, deixara-a satisfeita e tinha sido planejado para publicação. Mesmo assim, continuou a ser objeto de cuidadosa meditação, e as reflexões de uma noite a convenceram de que ainda poderia ser melhorado adiante. (Fonte: Livros e Citações)

12 de mar de 2015

Confirmados planos para um museu da Terra-média


O que não passava de forte especulação parece que vai virar realidade. Desde o sucesso dos filmes de O Senhor dos Anéis, se cogitava a construção de um museu temático na Nova Zelândia. Ano passado, o parque da Terra-média foi registrado pela empresa responsável pelos filmes, mas concordaram que devido aos altos custos, seria um projeto melhor começar com um museu interativo dos filmes.
Xeretando a internet, como sempre, dei de cara com essa notícia no site Stuff.co.nz: foi confirmado que o conselho do comitê que trata do Plano de Desenvolvimento da Orla de Wellington confirmou que será construído um museu dos filmes em sua orla marítima. Para saber mais sobre o projeto, é só dar uma olhada no site
Lembrando que já existe um museu dedicado a Tolkien: é o Greisinger Museum, criado por um fã, Bernd Greisinger. Para saber mais sobre este museu, clique aqui.

10 de mar de 2015

Jane Austen Franklin Mint collectibles


Achei essas bonecas colecionáveis feitas pela Franklin Mint. A coleção de Jane Austen é de propriedade da Sophie Andrews, do blog Laughing with Lizzie, que me deu autorização para usar a foto dela.
No site do Franklin Mint, podem ser encontrados outros trabalhos primorosos, como a nave Battlestar Gallactica e a escultura do Memorial de Lincoln.
Apesar de não estarem mais disponíveis para venda no site do Franklin Mint, ainda existem algumas peças das heroínas de Austen a venda no ebay.

19 de fev de 2015

Disponível curso Book of Lost Tales, de Corey Olsen


Eu já há via mencionado aqui o Mythgard Institute, criado pelo professor Corey Olsen ministra cursos sobre Tolkien e suas obras. Este ano, está sedo oferecido um curso grátis sobre o Book of Lost Tales. Na verdade, é a segunda parte do curso que estuda as origens da Terra-média.


Na primeira parte foi estudada sua mitologia e a moldura que Tolkien deu aos seus contos. Na parte 2, cujas aulas começaram dia 11 de fevereiro de 2015, se discute o desenvolvimento dos contos e sua interação.
O curso é gratuito, quem quiser pode se registrar no site da Signum University. Para acompanhar notícias sobre os cursos, é só curtir a página no facebook. Interessados também podem fazer o download das duas aulas passadas, que abordaram o conto de Lúthien Tinúviel. A próxima aula acontecerá na quarta, dia 25 de fevereiro, e abordará o conto de Túrin.
Existem outros cursos relacionados a Tolkien que podem ser vistos aqui.

17 de fev de 2015

Loja virtual de Jane Austen


Esse post, na verdade, é uma simples divulgação de uma lojinha virtual, a Antiguinha, que vende várias coisinhas lindas relacionadas a Jane Austen. Agendas, capas para livros e esses marcadores (que são a coisa mais linda :3 ) Quem se interessar, é só clicar no site da loja. Os produtos relacionados a Jane Austen podem ser vistos aqui.

12 de fev de 2015

Achado registro hospitalar de Tolkien na Primeira Guerra Mundial

© National Archives Collection

Novamente o site do jornal britânico The Guardian traz uma boa notícia. Na verdade, é mais uma curiosidade. Foram encontrados registros médicos que mostram que Tolkien foi enviado para casa um pouco antes de seu batalhão sofrer um grave bombardeio alemão durante a Batalha do Somme, na França em 1916. 
Sofrendo de febre das trincheiras, o segundo-tenente foi enviado para casa dois dias depois de ser encaminhado para o hospital de campanha de ambulância. A equipe que fez a descoberta acha incrível a existência de tal documento, já que muitos registros foram destruídos com o fim da guerra.

10 de fev de 2015

Biblioteca de Huntington adquire 52 cartas da família Leigh

© The Huntington Library, Art Collections, and Botanical Gardens

A Biblioteca de Huntington, na Califórnia, adquiriu 52 cartas, poemas e outros tipos de materiais de seis gerações da família da mãe de Jane Austen, Cassandra Leigh. De acordo com Vanessa Wilkie, curadora dos manuscritos históricos ingleses na Biblioteca de Huntington, os documentos são de cunho pessoal. Para saber mais sobre essa notícia e ver mais imagens dos manuscritos, é só clicar no site do The Guardian.

22 de jan de 2015

O Ainulindalë em HQ


Eu precisei partilhar isso com vocês. Já que a Terra-média acabou no cinema, e adaptação de O Silmarillion está fora de questão, cada vez que eu acho um trabalho assim, com essa riqueza de detalhes eu fico impressionada. Trata-se do "Ainulindalë" em HQ, a primeira parte de O Silmarillion, que narra a criação mitológica do universo de Tolkien. De autoria de Evan Palmer, as 54 páginas coloridas podem ser conferidas no site Evan Palmer Comics.

20 de jan de 2015

Editorial de noivas inspirado em Jane Austen


Achei essa indicação no grupo Jane Austen Book Club, no facebook. O fotógrafo de casamentos Itamar de Assis Jr. e a maquiadora Adriane Matheus tiveram a ideia de produzir um editorial de noivas inspirado em Jane Austen. O casal se propões e conseguiu captar nas fotos as nuances românticas presentes nos livros da escritora:


Para ver o restante das imagens, é só dar uma visitar o site Colher de noivas.

14 de jan de 2015

Aquisições 2014

Começar o ano conferindo suas aquisições de 2014 e perceber que você conseguiu exatamente os livros que queria e mais alguns é ótimo :) 
Os melhores foram: O Hobbit edição ilustrada, Uma memória de Jane Austen e Tolkien pelos lendários irmãos Hildebrandt.