26 de nov de 2015

The Lord of the Rings (Brian Sibley)


Título: The Lord of the Rings: the making of the movie trilogy
Autor: Brian Sibley
Editora Houghton Mifflin Harcourt, 192p.

Este livro começa com uma descrição da noite de estréia do primeiro filme da trilogia O Senhor dos Anéis, depois pula para o início de tudo, quando Peter Jackson ainda estava no início da produção. Sibley descreve tudo sobre os dois primeiros filmes, incluindo figurino, os sets de filmagem, os efeitos usados, a trilha sonora, as armas, tudo. O livro tem muito material adicional, como fotos nunca vistas, e algumas informações que podem ser de conhecimento público, mas bem mais detalhadas, como por exemplo: o fato de Viggo ter sido o último ator a ser escalado e que ele chegou na Nova Zelândia quando todos os outros atores já haviam criado algum tipo de laço entre si; como ele já era um excelente cavaleiro (o que facilitou suas cenas a cavalo) e como ele mesmo “tomava conta” de sua espada.
Outras informações que eu nem fazia idéia e pensava uma coisa, quando na verdade era outra, exemplos: quando Gandalf cavalga Scadufax, usa uma sela branca que fica escondida sob seu figurino (eu pensei que ele montasse sem sela); o cadáver de Boromir no barco era um boneco tão real (eu achei que a mentira fosse o cenário, não o ator), que quando um assistente de produção encontrou-o deitado, achou que Sean Bean estava caído de bêbado; o figurino de Arwen difere do figurino dos outros elfos na cor propositadamente, já que nenhuns dos tons de cinza, verde e amarelos criados para os elfos combinavam, então criaram uma paleta de cores só para ela, com tons de azul e vermelho.
Gostei de saber como foi feita a sequência de cenas do nascimento do Uruk-hai: o ator teve que ser completamente coberto de próteses e praticamente preso em um saco de líquido (para mostrar que era um nascimento) por horas, a cada tomada, tiravam tudo dele, ele tomava banho e repetia-se todo o processo. Existe uma seção inteira para discutir a caracterização de Grima Língua-de-cobra, assim como mostra a criação dos livros e manuscritos que vemos nos filmes. Esse livro é fantástico. As fotos são maravilhosas. Eu geralmente prefiro os livros do Sibley do que os de Jude Fisher justamente por causa da quantidade de informações. Este livro não decepcionou nem um pouco. Completamente recomendado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário