17 de jul de 2013

By force of instinct (Abigail Reynolds) – The P&P Bicentenary Challenge


Título: By force of instinct
Autora: Abigail Reynolds
Interdital Press, 256p.

Elizabeth está com a carta de Darcy nas mãos, sem saber o que pensar. Com os sentimentos agitados devido a confissão de seu ardente amor, a proposta de casamento recusada e as revelações da carta deixaram seus nervos à flor da pele. Um encontro com Coronel Fitzwilliam a faz saber que, ao contrário do que desejava, Mr. Darcy não irá embora tão cedo. Após a chegada de Georgiana Darcy em Rosings, o coronel a leva para conhecer Lizzie, que vê com os próprios olhos o quanto a descrição feita por Wickham é falsa. Ao encontrar com Darcy poucos dias depois da malfadada proposta, a visão da moça sobre ele pode mudar...

Mais um livro surpresa. Dessa vez, como se não fosse suficiente os sentimentos confusos de ambos os lados da história, Lizzie e Darcy ainda são forçados a conviverem muito cedo um com o outro. Muito cedo mesmo, o que é bom, porque seus sentimentos estão a tona. Eu já disse em outras resenhas o quanto Abigail é boa em preencher as lacunas de certos acontecimentos na história original. Outra coisa em que ela é boa e que prende a atenção do leitor está no fato de que ela descreve muito bem essa confusão sentimental, principalmente quando se refere a Darcy. Mais uma leitura agradável e recomendável.

Elizabeth is with Darcy's letter in hand, not knowing what to think. With the excited feelings due to his ardent confession of love, marriage proposal and rejected the revelations of the letter left his nerves on edge. A meeting with Colonel Fitzwilliam makes her to know that, contrary to what he wanted, Mr. Darcy is not going away anytime soon. After the arrival of Georgiana Darcy at Rosings, Colonel takes her to meet Lizzie, who sees with his own eyes how the description given by Wickham is false. When she meets with Darcy few days after the ill-fated proposal, the vision of the girl about him can change ...

Another surprise book. This time, as if were not enough the mixed feelings of both sides of the story, Lizzie and Darcy are still forced to live together too early with one another. Very early, which is good, because their feelings are surfacing. I've said in other reviews how Abigail is good at filling in the gaps of certain events in the original story. Another thing she is good at and that holds the reader's attention is the fact that she describes very well this sentimental confusion, especially when referring to Darcy. Another enjoyable and recommended reading.

Nenhum comentário:

Postar um comentário