16 de jan. de 2019

Morte em Pemberley (2013)


A série começa como livro, com as preparações para o baile de Lady Anne, quando uma carruagem desgovernada chega em Pemberley e dela salta uma Lydia (Jenna-Louise Coleman) completamente histérica. Diferentemente do livro, Elizabeth (Anna Maxwell Martin) e Darcy (Matthew Rhys) tem um filho somente, mas a dinâmica de casal apaixonado (mostrada na leitura do romance) entre eles é mantida.

O clima de mistério se intensifica com as investigações sobre o assassinato do capitão Denny (Tom Canton), e mesmo tudo apontando para Wickham (Matthew Goode) como o culpado, Darcy acha que ele é inocente. O clima em Permberley fica cada vez mais pesado, não só porque as pessoas tem que lidar com a prisão de Wickham, mas também com o aparecimento do fantasma da Sra. Rilley, que alguns creem ser uma simples besteira... A partir daí, as várias pistas levam o telespectador a tentar desvendar o mistério do assassinato e o verdadeiro culpado.

Nada melhor do que começar o ano e aproveitar as férias com uma série divertida. Muito melhor que o livro, apesar das mudanças não serem tantas ou mesmo muito significativas, essa adaptação merece respeito por ter vários pontos altos: os flashbacks que mostram alguns momentos importantes da história original e a vida de Lizzie após o casamento, o mistério do fantasma, as pistas para tentar se descobrir a verdade, e acima de tudo, o roteiro conseguindo se manter bem fiel aos personagens originais tanto como P.D. James elaborou quanto como Jane Austen os criou. Recomendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário